sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

MAKING OF ENVELOPE

Justo quando você estava aí pensando que a equipe do EL FANZINE não poderia ser mais borra-botas em suas publicações neste blog, eis que resolvemos te surpreender e ir ao fundo do poço da safadeza ao postar um making of da arte de um ENVELOPE!!!

"Tá rindo por que, Idi Amin???"
Pois é! Como você já sabe, o esperto leitor que comprar qualquer edição do EL FANZINE via correios recebe uma arte original e exclusiva (ou seja, ninguém receberá outra arte igual) no envelope de envio produzida por um dos quatro autores do gibi. Tipo aquelas surpresas do kinder ovo.

O passo a passo a seguir foi registrado por Tito Camello quando da produção de uma ilustração sua para o envelope que foi encaminhado para a leitora Ana carolina Chuery.
Fala aí, Tito!

"Pra essa ilustração eu pensei em violência! Queria uma cena de ação, com porrada, luta, essas coisas que fazem brilhar os olhos da molecadinha PG13. E que melhor imagem do que um luchador chicano descendo o braço em alguém? No caso, a vítima não poderia ser outra senão o garoto-propaganda do ELF, o esquelético mariachi popularmente conhecido como Caveirinha.

Ideia formada em mente, comecei a rascunhar a bagaça:


Rabisquei com caneta bic azul no restolho de uma página e já curti o desenho logo de cara (coisa raríssima de acontecer. Costumo detestar quase tudo o que faço!). 
A ideia original era desenhar a luta rolando num ringue, com plateia gritando e tudo o mais, e o luchador metendo um direto de esquerda na fuça esquálida do Caveirinha. Fiz uns esboços minúsculos ao lado pra posicionar melhor o luchador na cena.

Pra ver maior, clique na imagem ao lado.


 O passo seguinte foi passar pras ferramentas adequadas sobre o papel: grafite azul pra esboçar o desenho e caneta nanquim, com uma pintada de pincel, para arte-finalizar. Como já disse nesse blog uma vez, sou adepto do grafite azul, que me poupa o tempo e o trabalho de apagar grafite, uma vez que ele não aparece quando escaneado.

(já sabe: clique na imagem pra poder visualizá-la melhor,  meu chapa...)

           

Todas as linhas devidamente preenchidas, só faltava dar o acabamento final no desenho.

Repare que, no rascunho original, não existiam globos oculares no crânio do Caveirinha, mas resolvi adicionar para dar dramaticidade à cena.

Também no desenho original o sombrero estava normalmente encaixado em seu crânio, mas quando comecei a rabiscar a versão final, percebi que não faria muito sentido o Caveirinha levar um soco com tamanho impacto e seu sombrero sequer se mexer. 

Outra coisa que alterei durante o processo foi a posição do corpo do luchador, que não passava sensação de naturalidade e carecia de realismo. Alterei para algo mais orgânico e próximo do real, com um tórax menos musculoso e com uma barriguinha saliente saltando de sua apertada calça de lycra.

Pra fechar, tirei o ringue e a plateia, que deixavam o desenho bastante poluído. 
 A versão final ficou assim:

"Postei essa imagem no meu perfil do Instagram porque sou descolado!"
Trabalho terminado, bastou adicionar o endereço da destinatária (devidamente censurado aqui, é claro) e voilá:


Temos um envelope exclusivo prontinho pra ser recheado de edições do EL FANZINE enviados a um cliente feliz. Espero que tenha gostado, amiguinho.
Até a próxima!"

Obrigado, Tito, por esta verdadeira aula de como se customizar um envelope. Esperamos que você, leitor, tenha tomado nota e aprendido tudo direitinho. 
E, caso esteja se perguntando como é possível alguém ter a cara de pau de fazer uma postagem sobre o making of de um ENVELOPE, só temos uma coisa a dizer pra você:



Um comentário:

Ozymandias Realista disse...

Qual a previsão para o El-Fanzine #5? Seria interessante um texto desses lá na revista, pelo menos dois textos do blog. Assim uma coisa divulgaria a outra. Vou aguardar mais makings ofs desses, quem sabe um dia sai um com o meu.

Força e honra.